quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Olhe bem pra essa foto...

Olhe bem fundo... dentro de cada sorriso
Olhe mais de perto... olhe dentro desses olhos
Olhe bem, cada um desses rostos
Ali existe algo que você entende sem saber dizer
Algo antigo como montanhas
Algo mágico como ímas
São os olhos janelas-abertas

Olhe bem... ali há uma paisagem íntima, inexplicável
Há um céu, onde todas as estrelas são Aguilar
Lunetas que dão para dentro do universo do coração!
Foto do compadre Quimey, logo após a reunião do clã no Inti Raymi 2011, em Fortaleza.


segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Life is about focusing and balancing. If you focus and lose your balance, you fall. If you balance and lose your focus, you die.

A vida é sobre foco e equilíbrio. Se você tiver foco e perder o equilíbrio, você cai. Se você tiver equilíbrio e perder o foco, você morre.
Yoko Ono Lennon


quarta-feira, 10 de agosto de 2011

A estrela-guia...

buscando a estrela-guia
esta peça alquímica
que transforma o sentir e o agir
silencia o pensar
a chave-mestra para as perguntas
sem qualquer pretensão de respostas...

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

A Estrela... um arquétipo a desvendar...

A Estrela, ou As Estrelas, em alguns tarots A Esperança, noutros, A Filha do Firmamento ou ainda O Habitante Entre as Águas...
Segundo algumas correspondências, no caminho da Cabala, se refere ao momento em que a individualidade toma consciência das suas origens e da sua missão. Costuma-se relacionar essa carta com o signo de Aquário e aos planetas Urano e Saturno. Tais correspondências trazem à carta um forte desejo de liberdade para inovar, atrevessar os véus dos mistérios e destruir as estuturas caducas e preconceituosas.


Simbolismo
A carta mostra uma mulher nua, ela está despida de máscaras, portanto vive na pureza e inocência. Das suas mãos pendem dois jarros que vertem água na própria água e na terra... Comumente se diz que a estrela mais brilhante é Vênus, uma estrela de oito pontas (1+7)... esse astro carrega o arquétipo de amor, beleza, prazer, união e criatividade.
Esse arquétipo representa uma nova visão do mundo, mais integrada com as forças que em todos os níveis estão transformando o Universo. Quando o ser atinge esse estado de consciência, quando é capaz de ver assim, deixa de sentir-se só, isolado ou perdido em um mundo ameaçador, desconhecido e estranho, e percebe que é uma parte integrante, inter-atuante do Cosmos, junto com o qual pulsa...


Fonte: Curso de Tarô e seu uso terapêutico, Veet Pramad.