quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Não-Ação Revolucionária em Brasília

OMMMMM!!!
Silêncio...
Tranquilidade...
Respiração...
Paz...

Foto: Dom Felipe Obelar.


Parar tudo o que se está fazendo. Esquecer os compromissos importantes e as responsabilidades do trabalho... Se desligar completamente da infinita sequência de coisas a fazer - e a não fazer... Estar uns bons minutos em total contato com o silêncio escuro adentro de nós... A qualquer pessoa comum isso parece no mínimo irresponsável..."o quê? parar no meio do dia pra não fazer nada? vão me demitir!" hahahaha.
Ontem a turma de Brasília ousou e chamou a atenção de muitos que passavam por um centro comercial na capital federal. Entre eles estavam nossos irmãos Amparo Ma Aguilar e Gopala Aguilar.
OMMMMM!!!
Se puseram a meditar, ignorando toda a correria à sua volta. Aprofundando, silenciando, persistindo no contato com o interior, deixando de lado o externo, o artificial, as preocupações... bênção divina estar livre de tudo, inclusive de si mesmo, por alguns momentos!
As pessoas passavam e olhavam, contou Dom Felipe Obelar, que tirou algumas fotos. Entre os comentários dos transeuntes ele pode ouvir "ah, como eu queria poder parar um pouco!" outro disse: "eu adoraria poder meditar", "como eu queria me concentrar por um instante"... É Dom Felipe, se eles soubessem...
Ah, se eles soubessem!

Om Guru Deva Brasília Om!

Canal da Mística Andina no YouTube!

Agora nosso movimento possui um canal de vídeos dentro do portal YouTube.
Ali, pode-se encontrar palestras de M. Lucidor Flores, aulas de kryia e yoga, vídeos acerca dos 21 dias e dos encontros luminosos da nossa família espiritual.
O endereço é: www.youtube.com/misticaandina
Assim, podemos sentir e divulgar melhor esse nosso jeito andino, nossa devoção à Pachamama e nossa infinita alegria de viver!
Que disfrutem, querid@s!

Om Guru Deva!

A seguir, uma pontinha do conteúdo do canal... O Passo do Puma, por Munay Obelar Flores.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Katmandu San Marcos Sierras - Argentina

Ayllu Mística Andina, debaixo de uma árvore de 300 anos...
à beira do rio San Marcos.


Foram dias mágicos, numa região mística e de uma beleza natural selvagem!
Pensei e descobri que não podia falar muito, quaisquer palavras não são suficientes para traduzir a experiência espiritual pela qual nós passamos ali. Uma grande iniciação grupal, onde portais foram abertos!
Chegamos muitos em Córdoba, onde conhecemos a cidade guiados por dois argentinos, que depois descobriríamos ser León Iriarte e Paolo Dédalos. Partimos no segundo dia para San Marco Sierras em duas vans... Que linda a paisagem! Acampamos em San Marcos Sierras num camping chamado Kachay Kukuy. Ali, esperamos ansiosamente o ArielMóvel (que mudou de nome devido aos inúmeros mokos!) Quando chegaram, à noite, foi uma festa... então sentimos a família reunida, estávamos enfim completos!
Seguimos no dia seguinte para a Casamama, Ashram argentino onde vive a Família Arco-Íris: Rama Flores, Belladona Aguilar e as gordis Violeta y Surya... uma família sagrada que nos acolheu e nos fez sentir em casa.
Gracias Pachamama, por seres tão formosa em todas as partes, e por nos tocar nascer na América Latina!
Gracias Lucidor por sonhar com nuvens e condores, e levar-nos contigo!
Gracias família arco-íris, por nos receberem na Casamama! Belladona, irmã amada, gracias por todo!
Gracias família querida, por nos ensinar a amar e ser amados, livres de superficialidades, livres de imagens!
Eowyn Aguilar, uma mimosa apaixonante!
Nos conhecemos no hostel em Córdoba...

Qora Aguilar abraçando a vida às margens do Rio San Marcos.

Dom Froilan, um discípulo que nos ensina como um maestro.
Um peregrino do coração, um cidadão da nação Pachamama!

Y después... um abraço forte em Belladona com Violeta
e o sábio caminhante, Dom Froilan!

Clã Aguilar reunido após uma sessão revigorante de yoga andino!
Detalhe para os infiltrados: Aaron e Alethéia!
Hahaha, mas eles são massa.. quase Aguilares! hahahaha
Uma borboleta se alimentando de orquídeas.
À beira do rio que desce o Uritorco...
Éowyn Aguilar (acima) e Paolo Dédalos, um argentino incrível.
Envoltos na bandeira do clã, dando os primeiros passos na senda.
Clã Aguilar no jantar de despedida atrás da Casa Vieja.
Camping Kachay Kukuy, San Marcos Sierras.
Om Guru Deva Aguilar Om!
Salve Ahadriel!
VAMSAH!

sábado, 2 de outubro de 2010

Prece à Pachamama, por Annabella Aguilar

Amada mãe, amada mãezinha Pachamama.
Venha até mim…
Amada mãe Pachamama: aqui estou para ser teu instrumento de LUZ.
Pachamama: quero ser tua expressão em todas as minhas ações e viver.
Que ao ouvir, eu seja os teus doces ouvidos.
Que ao falar, sejam as tuas palavras a brotarem do meu ser.
Que ao sorrir, seja a tua expressão de amor a se manifestar.
Pachamama, amada mãe!
Que ao andar, os meus passos sejam o teu desfilar a trilhar um caminho de LUZ.
Que ao comer, seja o teu agradecimento a tomar conta de mim.
Que ao olhar, sejam os teus olhos a agir e a namorar amorosamente.
Que ao semear, sejam as tuas palavras, o teu doce perfume, a chegar aos corações dos irmãos.
Que ao trabalhar, eu seja tua presença em amor e tranquilidade.
Que ao escrever, a minha criatividade seja conduzida pela tua luz.
Que ao dormir, eu seja o teu ato de entrega e confiança.
Que ao agradecer, a minha gratidão se manifeste no teu poder de doação.
Que ao transpirar, seja o teu aroma a ser desprendido em pura alegria e paz.
Amada Pachamama, que eu seja a tua expressão em todos os instantes…
Amada mãezinha: que ao viver com os meus irmãos humanos, com os irmãos vegetais, animais e minerais eu saiba ver neles a tua expressão, pois através deles te manifestas e chegas até mim, assim como eu chego até eles.
Amada Pachamama, aqui estou, faça-se a tua vontade!
Assim seja, hoje e sempre!