quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Aguilar Eu Sou

E um belo dia: voilá! Eu sou Aguilar...
Num curso te contam que você é da família das águas, das águias, que tem um bocado de irmão e bum! Você cai docemente nesse tobogã rumo ao mistério...
E você nem desconfiava, naquela época, o que é mesmo ser Aguilar... só depois você descobre que...
...ser Aguilar é fazer parte de uma imensa família de Luz,
com Maestro, Mama, Compadre e tudo que tem direito...
...é ver o mundo de uma perspectiva completamente nova...

...é ter papos sérios sobre assuntos importantíssimos, afinal
somos especialistas...
...em fazer careta em foto.
Mas o que todos sabem é que os Aguilar
estão muito próximos do centro...
...bueno, nem tanto...
Mesmo assim, ninguém resiste em dar uma afofada ao menos!

Ser Aguilar é ter uma aboelahermana, hermanaboela,
linda e jovem na passarela...
...e uma hermana guia, para nos salvar da crise existencial,
distribuindo sempre umas beliscadas ali pelo chacra base...
Ser Aguilar é ter uma sombra escura...
...e uma luz incível que salta pelos olhos e contagia
toda a existência, apaixonados!
Basta olhar pra Qora...


...ou pra Ísis, o Quimey ou a Paloma, bah!
Vai dizer que tu não deu um sorrisão agora? 

Nosso jeito é ser leve e iluminar, como o Noah Aguilar...

...e a nossa bandeira é enorme, tão grande
quanto as águas que cobrem o mar!

É entender de amizade e cumplicidade...

...e mesmo à beira do abismo, confiar e se arriscar.
(nesse caso o Quimey, que tirou a foto! haha)

Ser Aguilar é ver uma imagem dessas e entender tudo...

Pois o caminho se faz ao caminhar,
melhor ainda se perto da água...

e infinitamente mais prazeroso se acompanhado de irmãos
como nós, seres feitos de carinho e amor!

Os Compadres Quimey Cacho e Cristiano Puma desejam a todos vocês, irmãozitos, um lindo Natal. Que nesse momento sintamos a chegada do menino Jesus aos nossos corações. Que nosso peito seja a sua manjedora, e a nossa consciência a estrela que guia o mundo ao encontro do salvador. Desde o nosso coração, desejamos que os sonhos se plasmem, que as ilusões se desintegreme que nossa luz prevaleça sobre toda a dificuldade. Somos fortes unidos e assim realizaremos nossa missão nessa Pacha.

Que assim seja!

Com amor,

Compadres Aguilar

*as fotos foram tiradas da câmera de nossa hermana Qora durante o Ecnontro das Águas e o Encontro de Natal em Curitiba/PR. Os que não puderam ir ou não saíram nas fotos, não se enganem! Estávamos todos lá, dentro da profundeza do nosso olhar Aguilar...

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Alguma coisa acontece no meu coração...

Alegria, alegria!

Novos irmãos chegaram! Viva! Viva!
Posso não conhecer a alegria de ser pai, mas conheço muito bem a benção de ganhar novos irmãos... isso somos, irmãos! Nos amamos, aos poucos nos conhecemos... e descobrimos que um irmão é um pedaço de nós, somos um caleidoscópio com muitas cores, mas curiosamente temos muito em comum.
Vamos dar as boas-vindas a Hugo e Lis Aguilar de São Paulo. Essas velhas almas que reencontramos graças às queridas uaikis Flora Iriarte e Annabella que tornaram possível esse encontro com nossa linda mãe Ifigênia Sandoval. Abaixo, algumas fotitos da turminha de Sampa.

Om Guru Deva Corações da Garoa Om!

Mama Ifi, Flora e Annabella fazendo um pago no parque Trianon, São Paulo.

Pago, uma demonstração de carinho e gratidão à Mãe Divina, Pachamama.

Nossa mãe, nutridora de carinhos e ensinamentos, Ifigênia.

Da esquerda para direita: Hélio Sandoval, Lakshmi Cruz, Annabella Aguilar, Mama Ifi, Hugo Aguilar e Flora Iriarte. Na frente, Lis Aguilar.

domingo, 28 de novembro de 2010

A importância de deixar ir...


Ontem fiz um bazar e vendi todas as minhas coisas.
Roupas, livros, todos os objetos pessoais... presentes carinhosos, declarações de amor, ah esse aqui eu gosto tanto!, vai também... e assim, a cada amigo que vinha, iam-se pedaços de memórias.
Na mesa ainda restam alguns livros, uns poucos LPs, 4 ou 5 camisas na arara de metal, muitos postais e cartas de amor (essas ninguém compra, aprendi). Um enorme vazio toma o meu quarto.
Nada nas prateleiras, um guarda-roupa quase vazio, nenhum quadro nas paredes.
Quantos um-dia-eu-posso-precisar estavam ali há anos esperando, quantos objetos que nunca me serviriam, livros que nunca foram lidos, quantos relidos, entre as minhas tralhas preferidas.
Todas em sacolas, saíram rumo a novos endereços, talvez presentes de Natal, talvez ainda tralhas numa nova estante... mas isso não me diz mais respeito.
Um presente de Natal foi o que ganhei... O de perceber que preciso de muito menos do que imagino, e que nada me falta. Já tenho tudo e tenho muito, muito a dar...

domingo, 21 de novembro de 2010

A Disciplina e a Devoção


 Esse ano tivemos como tema a Disciplina e a Devoção... duas palavras doces, de um significado profundo e santo, que só podem ser acessadas com o coração.
Nosso primeiro contato com a disciplina geralmente é na escola, onde um inspetor analisa se o uniforme está impecável, se estamos nos portando na sala de aula e se fazemos alguma danação... pode apostar que ele vai ligar pros seus pais! Dificilmente escapamos ilesos sem uma punição e assim vão nos educando, na base do castigo e do medo de ser punido. A devoção vem um pouco depois, quando vivemos numa cidade religiosa ou vemos na televisão aquelas procissões lotadas de devotos de algum santo... e aprendemos que devoção é ir pra igreja, fazer promessas e pagá-las...
Agora que encontramos nossa senda, a Mística Andina, aprendemos a esvaziar o copo, nada mais sabemos e recém começamos a reaprender valores, aflorar emoções, desabrochar como seres humanos. Nos falam de disciplina e devoção e vamos estudar adentro, investigar no escuro do ser o que é ser disciplinado e devoto - vamos percebendo a beleza e a nobreza que existe nessas virtudes que fazem de uma mulher uma shakti, de um homem, um guerreiro.
Ser disciplinado é saber zelar pela nossa vida, estabelecendo um ritmo de práticas que vai sustentar a nossa transformação pessoal, é o combustível necessário para avançarmos com firmeza no nosso propósito de sermos melhores. Acordar um pouco mais cedo, meditar, fazer a kryia, irradiar ao meio dia, fazer o bem sempre, participar e nunca ser agressivo e pronto, entramos no fluxo da vida e passamos a intuir, compreender a lei do ayni, que é a dança da vida. Entendemos que somos folhas de uma grande árvore e que é necessário deixar cair e nutrir o solo, as raízes, cumprir com o nosso papel com nobreza e alegria... o mesmo fazem as raízes, levam a seiva até os galhos e as folhas se renovam, em novos seres! Tudo na natureza funciona sob essa lei... Compreendê-la alimenta a consciência, gera gratidão, abundância, bem-estar, energia para servir a vida com amor, e nos inspira a ter disciplina. Deixamos de ser flácidos e auto-piedosos para tomarmos uma posição ativa e livre, pois escolhemos desde a alma.
Ser devoto é saber-se uma fonte de amor... e também saber que nada sabe. Estejamos conscientes que nossa alma está limitada pelo nosso corpo físico e aprisionada pelas limitações mentais, os desejos, o medo, a preguiça... essas egrégoras nos distanciam do nosso mestre interno e fechamos os ouvidos ao Mestre Lucidor. Ele é uma fonte de amro consciente, um farol de luz que nos aponta o melhor em nós. Um professor, um amigo, às vezes um pai e sempre, incansavelmente, nosso mestre. A devoção acontece quando não resistimos ao ensinamento, quando somos sensíveis ao esforço dele e dos nossos companheiros de senda e largamos de ser egocêntricos e deixamos de lado a ânsia de ter razão e controlar o fluxo. Devoção é a expressão do amor mais nobre e puro, o amor que une discípulo e mestre... o amor dos apóstolos por Jesus Cristo... o amor entre Francisco e os passarinhos... o amor entre os unicórnios azuis...
Desejo a vocês fluidez e amorosidade, queridos irmãos. Que tenhamos a sabedoria de dar um passo adiante, de sermos mais sutis e inocentes e assim elevarmos a nossa família a uma nova dimensão de amor e ação, em disciplina e devoção.

Com muito amor,

Cristiano

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Encontro das Águas - Curitiba

O Arcanjo Gabriel anuncia...
O Encontro das Águas!
Adhiel, Kephriel e Ahadriel se reúnem...
As ondinas dançam em êxtase...
Necksa abre o portal do Oeste...
e o nosso cálice transborda!!!


Ouçam o chamado no bramido do mar, no choro das cataratas,
no silêncio dos lagos, a água grita por socorro!
Vamos nos unir! Irradiar essa harmonia! 
Transformar com nossa ação!
Carinhar com nossa emoção!
O Amor é um rio caudaloso que a tudo vai envolver!

Reunião dos Clãs e Ritual de Cura das Águas
com todos os Cruz, Dédalos e Aguilar.
Local: Curitiba - Campus da Unilivre.
Data e hora: sexta-feira 
10/12/10,
 às 15h.
Mais informações: cristiano.aguilar@yahoo.com.br

Imagens do Campus da Unilivre
(click para aumentar)



quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Ser uma flauta para Sua música...

Krishna, o Deus do amor, representa o ideal de Amor divino. 
Esse Amor se manifesta através do ser humano, entrando e preenchendo todo o seu Ser... 
Krishna comumente é representado segurando uma flauta nas mãos, usando uma coroa dourada adornada com uma pena de pavão. A flauta é o coração humano e um coração que se esvazia se torna uma flauta na qual o Amor pode tocar sua música. Quando o coração não está vazio, não há espaço para o amor.
Rumi, o grande poeta da Pérsia, diz que o coração de um ser humano é uma cana de junco, e as experiências que passamos na vida fazem da cana uma flauta, que pode então ser usada por Deus como um instrumento para tocar a música que ele constantemente deseja produzir... Mas da mesma forma que nem toda cana é uma flauta, nem todo coração é Seu instrumento. Como a cana pode ser feita flauta, assim pode o coração humano transformar-se num instrumento e ser oferecido ao Amor divino. É o coração humano que pode ser transformado na harpa dos anjos. Foi nos moldes do coração humano que o primeiro instrumento musical foi feito e nenhum instrumento terreno pode produzir aquela música a qual o coração produz, elevando a alma mortal para a imortalidade.

sábado, 6 de novembro de 2010

La Marioneta de Trapo



Se por um instante, Deus se esquecesse de que sou uma marionete de trapo e me presenteasse com um pedaço de vida, possivelmente não diria tudo o que penso, mas certamente pensaria tudo o que digo.
Daria valor às coisas, não pelo que valem, mas pelo que significam. Dormiria pouco, sonharia mais, pois sei que a cada minuto que fechamos os olhos, perdemos sessenta segundos de luz. Andaria quando os demais parassem, acordaria quando os outros dormissem. Escutaria enquanto os outros falassem e como desfrutaria um bom sorvete de chocolate.
Se Deus me presenteasse com um pedaço de vida, me vestiria simplesmente, me jogaria de bruços no solo, deixando descoberto não apenas meu corpo, como minha alma.
Deus meu, se eu tivesse um coração, escreveria meu ódio sobre o gelo e esperaria que o sol saísse. Pintaria com um sonho de Van Gogh sobre estrelas um poema de Benedetti e uma canção de Serrat seria a serenata que ofereceria à Lua. Regaria as rosas com minhas lágrimas para sentir a dor dos espinhos e o encarnado beijo de suas pétalas.
Deus meu, se eu tivesse um pedaço de vida. Não deixaria passar um só dia sem dizer às pessoas – te amo, que as amo. Convenceria cada mulher de que ela é minha preferida  e viveria enamorado do amor.
Aos homens, lhes provaria como estão enganados ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saber que envelhecem quando deixam de se apaixonar. A um menino, lhe daria asas, mas deixaria que aprendesse a voar sozinho.
Aos velhos ensinaria que a morte não chega com a velhice, mas com o esquecimento. Tantas coisas aprendi com vocês, os homens…
Aprendi que todo mundo quer viver no sume da montanha, sem saber que a verdadeira felicidade está na forma de subir a escarpa. Aprendi que quando um recém-nascido aperta com seu pequeno punho pela primeira vez o dedo de seu pai, o tem prisioneiro para sempre. Aprendi que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se.
São tantas as coisas que pude aprender com vocês, mas, finalmente, não poderão servir muito porque quando me guardem dentro dessa maleta, infelizmente estarei morrendo.

Johnny Welch, artista ventríloquo mexicano.
Puppet in the paint box - Franz Kline (1940)

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Agradecido

Que distintas seriam nossas atitudes e nossas ações se lembrássemos a cada instante que somos seres extraordinários com uma experiencia corporal transitória que jamais volta a repetir-se..... e que portanto o fato de estarmos vivos e termos poder para atuar é uma oportunidade que de tão maravilhosa merece ser honrada e agradecida em cada segundo com cada uma das coisas que conformam nosso viver....porque a morte ao fim e ao cabo está sempre espreitando-nos..., sussurrando ao ouvido, vigiando e ......que poderá pensar a muerte de nossa pálida indiferença!!!

Lucidor Flores


*Postado originalmente no Blog Ayllu Mística Andina, em 17 de janeiro de 2007.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Não-Ação Revolucionária em Brasília

OMMMMM!!!
Silêncio...
Tranquilidade...
Respiração...
Paz...

Foto: Dom Felipe Obelar.


Parar tudo o que se está fazendo. Esquecer os compromissos importantes e as responsabilidades do trabalho... Se desligar completamente da infinita sequência de coisas a fazer - e a não fazer... Estar uns bons minutos em total contato com o silêncio escuro adentro de nós... A qualquer pessoa comum isso parece no mínimo irresponsável..."o quê? parar no meio do dia pra não fazer nada? vão me demitir!" hahahaha.
Ontem a turma de Brasília ousou e chamou a atenção de muitos que passavam por um centro comercial na capital federal. Entre eles estavam nossos irmãos Amparo Ma Aguilar e Gopala Aguilar.
OMMMMM!!!
Se puseram a meditar, ignorando toda a correria à sua volta. Aprofundando, silenciando, persistindo no contato com o interior, deixando de lado o externo, o artificial, as preocupações... bênção divina estar livre de tudo, inclusive de si mesmo, por alguns momentos!
As pessoas passavam e olhavam, contou Dom Felipe Obelar, que tirou algumas fotos. Entre os comentários dos transeuntes ele pode ouvir "ah, como eu queria poder parar um pouco!" outro disse: "eu adoraria poder meditar", "como eu queria me concentrar por um instante"... É Dom Felipe, se eles soubessem...
Ah, se eles soubessem!

Om Guru Deva Brasília Om!

Canal da Mística Andina no YouTube!

Agora nosso movimento possui um canal de vídeos dentro do portal YouTube.
Ali, pode-se encontrar palestras de M. Lucidor Flores, aulas de kryia e yoga, vídeos acerca dos 21 dias e dos encontros luminosos da nossa família espiritual.
O endereço é: www.youtube.com/misticaandina
Assim, podemos sentir e divulgar melhor esse nosso jeito andino, nossa devoção à Pachamama e nossa infinita alegria de viver!
Que disfrutem, querid@s!

Om Guru Deva!

A seguir, uma pontinha do conteúdo do canal... O Passo do Puma, por Munay Obelar Flores.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Katmandu San Marcos Sierras - Argentina

Ayllu Mística Andina, debaixo de uma árvore de 300 anos...
à beira do rio San Marcos.


Foram dias mágicos, numa região mística e de uma beleza natural selvagem!
Pensei e descobri que não podia falar muito, quaisquer palavras não são suficientes para traduzir a experiência espiritual pela qual nós passamos ali. Uma grande iniciação grupal, onde portais foram abertos!
Chegamos muitos em Córdoba, onde conhecemos a cidade guiados por dois argentinos, que depois descobriríamos ser León Iriarte e Paolo Dédalos. Partimos no segundo dia para San Marco Sierras em duas vans... Que linda a paisagem! Acampamos em San Marcos Sierras num camping chamado Kachay Kukuy. Ali, esperamos ansiosamente o ArielMóvel (que mudou de nome devido aos inúmeros mokos!) Quando chegaram, à noite, foi uma festa... então sentimos a família reunida, estávamos enfim completos!
Seguimos no dia seguinte para a Casamama, Ashram argentino onde vive a Família Arco-Íris: Rama Flores, Belladona Aguilar e as gordis Violeta y Surya... uma família sagrada que nos acolheu e nos fez sentir em casa.
Gracias Pachamama, por seres tão formosa em todas as partes, e por nos tocar nascer na América Latina!
Gracias Lucidor por sonhar com nuvens e condores, e levar-nos contigo!
Gracias família arco-íris, por nos receberem na Casamama! Belladona, irmã amada, gracias por todo!
Gracias família querida, por nos ensinar a amar e ser amados, livres de superficialidades, livres de imagens!
Eowyn Aguilar, uma mimosa apaixonante!
Nos conhecemos no hostel em Córdoba...

Qora Aguilar abraçando a vida às margens do Rio San Marcos.

Dom Froilan, um discípulo que nos ensina como um maestro.
Um peregrino do coração, um cidadão da nação Pachamama!

Y después... um abraço forte em Belladona com Violeta
e o sábio caminhante, Dom Froilan!

Clã Aguilar reunido após uma sessão revigorante de yoga andino!
Detalhe para os infiltrados: Aaron e Alethéia!
Hahaha, mas eles são massa.. quase Aguilares! hahahaha
Uma borboleta se alimentando de orquídeas.
À beira do rio que desce o Uritorco...
Éowyn Aguilar (acima) e Paolo Dédalos, um argentino incrível.
Envoltos na bandeira do clã, dando os primeiros passos na senda.
Clã Aguilar no jantar de despedida atrás da Casa Vieja.
Camping Kachay Kukuy, San Marcos Sierras.
Om Guru Deva Aguilar Om!
Salve Ahadriel!
VAMSAH!

sábado, 2 de outubro de 2010

Prece à Pachamama, por Annabella Aguilar

Amada mãe, amada mãezinha Pachamama.
Venha até mim…
Amada mãe Pachamama: aqui estou para ser teu instrumento de LUZ.
Pachamama: quero ser tua expressão em todas as minhas ações e viver.
Que ao ouvir, eu seja os teus doces ouvidos.
Que ao falar, sejam as tuas palavras a brotarem do meu ser.
Que ao sorrir, seja a tua expressão de amor a se manifestar.
Pachamama, amada mãe!
Que ao andar, os meus passos sejam o teu desfilar a trilhar um caminho de LUZ.
Que ao comer, seja o teu agradecimento a tomar conta de mim.
Que ao olhar, sejam os teus olhos a agir e a namorar amorosamente.
Que ao semear, sejam as tuas palavras, o teu doce perfume, a chegar aos corações dos irmãos.
Que ao trabalhar, eu seja tua presença em amor e tranquilidade.
Que ao escrever, a minha criatividade seja conduzida pela tua luz.
Que ao dormir, eu seja o teu ato de entrega e confiança.
Que ao agradecer, a minha gratidão se manifeste no teu poder de doação.
Que ao transpirar, seja o teu aroma a ser desprendido em pura alegria e paz.
Amada Pachamama, que eu seja a tua expressão em todos os instantes…
Amada mãezinha: que ao viver com os meus irmãos humanos, com os irmãos vegetais, animais e minerais eu saiba ver neles a tua expressão, pois através deles te manifestas e chegas até mim, assim como eu chego até eles.
Amada Pachamama, aqui estou, faça-se a tua vontade!
Assim seja, hoje e sempre!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Comprometimento Aguilar - Processo contínuo dos 21 dias...

Qora Aguilar com o Kuraca Urso, Dom Arthur Molina.
Qora com a irmã Annabella Aguilar.
Pachamama e suas pontes, ou antakaranas, naturais...

Amado clã!!!

Quando a sensibilidade Aguilar abre o cardíaco...bem hermanitos é sempre bom compartilharmos a luz de nosso Espaço Sagrado com nossos Hermanos...
Nosso querido Compadre Cristiano, com seu enorme coração me encheu de coragem para escrever sobre o último Encontro Luminoso...
Já havia escrito um depoimento... mas sabe como é... agora a entrega .... o coração quentinho vai falar!
Queridos meus olhos se enchem de lágrimas... sabe eu tenho uma bagagem super pesada de carmas, de cascas... venho me aperfeiçoando e lutando com as minhas sombras já algum tempo... Minha estória de busca espiritual já passou por Centro Espírita kardecista, Umbamda, Centro Mahikari, Budismo tibetano... até que meu Espírito se conectou com a Mística Andina! Sabe tive muitas resistências para aceitar de verdade o Mestre Lucidor Flores... meu orgulho e minha vaidade falavam mais alto, e meu ego me desviou várias vezes deste caminho espiritual que chamarei Família Andina!
Simmmmmmmmm amados, somos uma grande família espiritual que se reencontra nesta jornada da alma, nesta existência terrena... acredito que ao abrir nosso cardíaco sentimos verdadeiramente esta chamada: vem coração vem coração!!! Aceita que tens um mestre nesta vida! Que não estais mais sozinho, tens o colo da mamita! Tens o colo de um mestre muito amoroso e compreensivo, paciente... acredite primeiro que mereces este mestre, és um peregrino espiritual, e agora é a hora, entrar cada dia mais nesta família, te entregas!!! vem com este clã que traz a fluidez amorosa... entrar nesta porta Andina!!! Vem com a gente na aguinha sagrada... vem gotinha do oceano! vamos juntos encontrar os mares, cachoeiras e rios... segue esse grande fluxo Aguilar!!!
Aguilares desde o Inti Raymi, senti e sinto um carinho e amor verdadeiro pelo nosso Mestre, e sei que mesmo que meu ego diga... ahahahaha tens a tua vida, tua profissão, tuas amizades e família terrena... mas hoje sem barreiras... quando me afasto percebo que ali falta algo... vem um vazio no peito... e quando me conecto com a chacana dourada em fundo violeta compreendo algo com o coração e não com a mente... tentei fugir do meu compromisso Aguilar várias vezes... do meu comprometimento com A família Andina.... resisti tanto, tanto... mas cansei... a saudade apertou, apertou... lá longe, passando por um grande oceano e em outro continente entendi como é fazer parte desta Grande Família! Aceitei o Maestro no meu coração!!!
Amados Hermanos! Aqui estamos na América do Sul... nos braços de pachamamma, no coração do mundo, da mamita...Brasil!!! Nosso compromisso é isto: consagrar a nossa família!!! Expandir o Amor devoto por um plano Maior de Deus na Terra... embelezar as almas com a esperança de que o Amor é possível... sim este sentimento mágico que chega na nossa vida como uma semente... daqui a pouco vai nascendo um brotinho, vai crescendo... com o tempo as folhas e flores chegam... um belo perfume emana... vamos nos sentimos seguros com as raízes do Amor... como é lindo o Amor verdadeiro que se fortalece, se alimenta de carinho, de olhares, de companheirismo, de atenção, de compreensão, paciência, alegria, compaixão... viver com amor é a ponte para nos conectarmos com o todo, com o sagrado e divino cósmico...
Irmãos! Temos o compromisso de plantar esta sementinha no coração de cada uaiki!!! E muito mais...com os olhos do amor enxergamos todos aqueles que Aspiram o coração do Ayllu...que se aproximam desta família. simmmmmmmmmmm.... Lembram da estória do pequeno príncipe?Ele tinha uma rosinha e cuidava dela todos os dias? olhava para ela e a nutria com sua atenção...e conversava com ela... cuidava dela para que não pegasse muito vento, chuva,frio... nas noites frias colocava uma redoma de vidro... dava aguinha sagrada... sol...Aguilares, este é nosso compromisso espalhar a Energia do Amor, do Cuidado... esta que trabalhamos nestes últimos 21 dias... um processo de encontro com a energia feminina, que cuida, que ama incondicionalmente seus filhotes... vamos vamos juntos espalhar esta Energia???
Aguilares... eu sei que entendi o que é o nosso clã este ano em Fortaleza... minha alma ficou mais vibrante e segui meu caminho com mais fé ... acredito que o Amor vence as barreiras... o amor inocente... ele chega... e transborda... "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas"... o amor é persistir na entrega... é nutrir!
Como falei no depoimento anterior, o resgate da menina qorinha neste processo dos 21 dias foi doloroso... A mulher Qora era cheia de defesas para o Amor... estas defesas que criamos quando quebramos a cara com uma experiência frustante de amor... quando sofremos quando um amigo nos trai... aiaiiai... amores curar a alma é algo poderoso... sem falar na energia sexual que por carência as vezes canalizamos para relacionamentos que só desgastam nossa chama sagrada, e desequilibram nossos canais energéticos.. bem... com Amor e conectada com o colinho de pachamamita me curei de algumas feridas, sofri, fiquei depressiva... mas acordei... despertei... e desse sonho que acordei acessei este coração genuíno de Menina Mulher... esta doçura da menina que se abre para o Amor, sem defesas, sem cobranças e justificativas...
Meu renascimento no túnel, no útero sagrado, foi despertar isto que quero demonstrar em palavras, o meu comprometimento com o meu Espaço Sagrado! Com a Qorita, com este meu ser luminoso que quer se expandir cada dia mais... e deixar a sombra virar luz... a entrega... sim me entreguei mesmo com vergonha, orgulho.... renasci... deixei algo pesado energético pra trás neste processo dos 21 dias... sou pura gratidão... acho que até meu corpo mudou, me sinto mais saudável...e vou cuidar mais do meu corpo de mulher para ser realmente digna de receber o amor... ahhhhhhh... entender isso... ser o feminino, sensual, doce, suave... não sensual com agressividade... com o chakcra sexual acesso em primeiro lugar... não! abrir o feminino é conectar-se com a energia que da vida, da fertilidade... e ela vibra em todo o corpo e não só no órgão sexual... pedi perdão por todos relacionamentos Kármicos que vivi... acredito que realmente é possível transmutar a energia pesada... com esforço e dedicação... fluiu... algumas cascas se foram... e outras terão o momento certo para irem embora...então amores Aguilares... podemos sim ! vibrar juntos nesta energia amorosa...
Olha hermanito!!! temos um convite para um treinamento telepático! quem sabe nos nutrimos juntos desta corrente de amor e que possamos aprender a sempre irradiar esta energia amorosa para todo o Ayllu... sabem... a cruz andina tem um significado muito mais que simbólico... o nosso clã como dizem nossos compadres possui um papel, uma função importantíssima no Ayllu... quem sabe temos que experienciar juntos... e vamos descobrir juntos... ??? cada dia mais... vamos mergulhar unidos no nosso compromisso Aguilar!!!
Envio fotos... desta vez foram poucas... mas ficaram lindas... deste ultimo encontro em Pelotas....
com o coração no amor e inspirada no Mestre!

Om Guru Deva!!!

Qora Aguilar

Água, Sol, LUZ e Energia

"Amar o Mar"  - Ricardo Passus
      Estar diante do mar é sentir unida a divina presença que flui em cada ser que vive em Pachamama… Olhar e desfrutar do movimento das mares é aprender a ir e a voltar sabiamente, agindo de coração consciente… Perceber que o mar possui fases, umas agitadas e outras serenas, permanecendo como uma placa de cristal tranquila… Assim somos nós, em alguns momentos inflamos e precisamos agir em força e ação, e em outras situações precisamos manter a calma e a serenidade… O mar nos ensina, nos envolve, nos alívia, nos conecta com as sagradas forças da fluidez, que permitem que a vida siga o seu percurso em confiança… O mar abriga as sábias Ondinas, senhoras das águas, do amor leve e acolhedor, do amor que sabe esperar sabiamente… As Ondinas sabem em que ponto da praia devem beijar a cada dia, controlam inofensivas a força das mares e a cada ciclo alcançam um cantinho diferente das praias e os envolvem em luz de amor brilhante… As belas Ondinas vivem em comunhão sagrada com Mamakila (Mãe LUA) e juntas oferecem espetáculos de força e graça… As Ondinas também compartilham a união sagrada com TaitaInty (Pai SOL) pois se animam e cantam felizes e soltas a cada amanhecer... Se alegram e o recebem em cerimônias de pura felicidade, recebem TaitaInty com movimentos suaves que começam no mais profundo do misterioso mar e terminam quando alcançam as margens... Eis o que representa a união sagrada e amorosa da água, da lua, do sol... Representações do AMOR materno de nossa mamita PACHAMAMA, que no preparou um espaço sagrado, fertil, sabio para vivermos em harmonia com todos os seres de LUZ e Energia que a habitam... Para desfrutarmos infinitamente dessas sensações e presentes amorosos só precisamos estar acordados e conscientes de nossa divina

presença EU SOU...




Annabella Aguilar
nas nuves, voando do Recife para São Paulo
08 de setembro de 2010