segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Simplicidade...


"Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho".
Clarice Lispector

A simplicidade é um escolha... uma escolha do coração, uma escolha que pode ser incorporada e exercitada em muitos aspectos: na energia que gastamos em nossas casas, na energia que nós próprios focamos para este ou aquele aspecto, na nossa comunicação, na nossa relação com todos os seres, na nossa educação, na nossa cultura...
Sinto que as pessoas mais simples se adaptam mais facilmente a qualquer situação, têm mais facilidade para lidar com as surpresas da vida...
A simplicidade na espiritualidade, valor muito ensinado pelo Maestro em nossa senda, significa desmistificar tudo que pode vir de encontro com o caminho que nosso coração escolheu, batendo de frente com o mental, deseducando o mental, indo devagar e sutilmente abrindo espaço para o cardíaco... Quando simplificamos a vida, vivemos com mais liberdade...
A simplicidade na entrega de nós mesmos, de retirar os véus ilusórios que nossa mente compreendia como verdades e começar a VER com o coração...
Ser simples, não é deixar de lado coisas que gostamos, mas dizer um SIM À VIDA! E saber exatamente, a partir de nosso coração, do que na verdade gostamos, no que na verdade acreditamos, para que estamos aqui...
O caminho da simplicidade implica menos sofrimento, mais felicidade, mas gratidão e mais devoção...
Servimos por que somos gratos, devotos, apaixonados pela vida, e isso só se dá a partir de uma visão simples da VIVA UNA. Saber que estamos aqui e agora, e que esse estar presente e esse presente é tudo o que temos... SIM, É SIMPLES, pode não ser fácil e temos que ter disciplina para alcançar isso... é um exercício para toda a vida... Mas ESTAMOS VIVOS... E QUE MAIS SIMPLES QUE O ALENTO? A ENTRADA E SAÍDA DE VIDA EM NÓS... SIMPLES... SIMPLES...
Sejamos gratos amores, sejamos cada vez mais devotos...
Eu os convido a exercitar comigo durante esta semana uma visão mais simples da vida... a perceber por onde "vazamos" energia, a comer, sentir, falar, escolher de forma mais simples, não supervalorizar as bobagens mentais e estarmos mais com os pés no chão, não deixemos de viajar, não deixemos que a loucura sagrada se enterre em nós e com isso nossos dons e talentos, e como bons aguilares, voemos, mas como diz a música: voa baixo, por que abaixo, está a verdade...
OM GURU DEVAS AGUILARES OM
OM GURU DEVA LUCIDOR OM
OM GURU DEVA VIDA OM
OM GURU DEVA SIMPLICIDADE!
Comadrecita Ludmila Karuna exercitando a simplicidade...

sábado, 24 de outubro de 2009

Para a irradiação de domingo...

Seguindo a inspiração de Irradiarmos aos rios...

"A alma do homem é como água;
Vem do céu
Ao céu volta
E depois retorna à Terra,
Em eterna alternância".
- Goethe.

Nos vemos domingo, as 21h.
Amor...
Lud

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Um pouco de alegria!!!

Vá até o blog e assista o vídeo!!!!!
Beijo azul, laranja, verde, anil, púrpura, amarelo...
Cores no coração de cada aguilar, flores pra enfeitar o dia, nuvens de algodão fofo com sabor de vida!
Amor
Lud

domingo, 18 de outubro de 2009

O amor e otras cositas...


Somos tudo e tudo está em nós!
As vezes pensamos que algo que acontece poderia ter sido revertido por nós, ou termos feito outra escolha, pensei nisso esses dias, fiquei pensando nas escolhas e tive a profunda certeza de que sim, somos completamente responsáveis pelo momento que passamos, senão por uma escolha recente, por uma escolha de alma, mas isso não vem ao caso, e seria uma desculpa para os erros, tratar tudo como se fosse karma... ou pelas vezes que não nos damos bem com alguém... é karma... olha, pode até ser, mas que isso não se transforme em uma desculpa para não encararmos isso de frente...
Então, deixemos de bobagens e sintamos, sintamos... O caminho é árduo, ninguém disse que era fácil, mas não é complicado, é simples... muito simples... nós é que acabamos complicando o caminho...
Olhamos as estrelas, a chuva quando desce e deixa o cheirinho na terra, quantas reações químicas são responsáveis, mas nem pensamos nisso quando a beleza e o prazer de se sentir estrela e chuva está dentro de nós...
A vida é uma dança sutil, embala, nos beija a alma e vem direto da fonte maior de todas: o AMOR!
Todos os dias temos uma nova chance pra recomeçar, todo instante é precioso pra escolher ficar sofrendo pelos próprios problemas ou sentir e sermos, com muita resposabilidade, curadores... de nós, dos que amamos, dos que não conseguimos amar completamente...
Comecemos a dança, vamos tropeçar aqui e ali, pisar no pé da vida, mas amanhã dançaremos com mais sutileza, e depois de amanhã, com mais graça, e daqui a um tempo, fluiremos leves com a vida que nos habita, com a vida que habitamos...
O amor é dança, é canto, é som, é silêncio, é sorriso receptivo a qualquer que chegue... Amor é simplesmente amor, mais nada... e tudo!
Mas sempre, sempre, sempre podemos tentar de novo, e qualquer um de nós pode aprender a dançar, por que nosso coração já dança, conhece o ritmo e o acompanha, somos nós as vezes que saímos do compasso, e está bem... Mas sempre se pode começar de novo!

Como pedras preciosas, somos todos diferentes, não há dois iguais no mundo inteiro, em qualquer reino... Somos aqueles que podemos sim, se esse for firmemente nosso propósito, ajudar o Criador a lapidar as demais pedras, começando por nós mesmos, nos entregando à vida em um vôo carinhoso e libertador... Sentir, que somos raros, que somos lindos, que somos muito mais do que imaginamos ou mostramos, somos amor, amor em movimento, e isso é Deus... Deus está na física, na matemática, no olhar, no sorriso, nas lágrimas, em tudo que há e está por vir...

Ainda que eu fale as línguas dos Homens e dos anjos, se não tiver amor, sou como o bronze que ressoa ou como címbalo que retine.
Ainda que eu tenha o dom da profecia e conheça todos os mistérios e toda a ciência, ainda que eu possua a plenitude da fé a ponto de transportar montanhas, se não tiver amor nada sou.
Ainda que distribua todos os meus bens aos famintos e entregue o meu corpo para ser queimado, se não tiver amor, de nada me aproveita.
O amor é paciente, o amor é benigno;
não é invejoso, não é altivo nem orgulhoso;
não é incoveniente, não procura o próprio interesse;
não se irrita, não guarda ressentimento;
não se alegra com a injustiça, mas alegra-se com a verdade;
tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O dom da profecia acabará, o dom das línguas há-de cessar, a ciência desaparecerá;
Mas o amor não acaba nunca.
Agora permanecem estas três coisas:
a fé, a esperança e o amor;
mas a maior de todas é o amor!
(I Cor.13)

Ludmila Karuna Aguilar

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Ainda sobre o fanzine!

Cris Aguilar preparou uma orientação de como imprimir ou xerocar a cartilha, que irá juntamente pelo correio pra cada aguilar que se dispuser...
Sem esquecer que deve ser em preto e branco e em papel reciclado...
Mas, os manos que quiserem mudar algo, colocar mais alguma coisa, fiquem a vontade!!
Besitos...
e, na postagem anterior eu tinha duplicado uma imagem, agora está certinho!

Fanzine/Cartilha Uso Consciente e Amoroso da Água!

Amoresssss!
No Inti Raymi apresentamos o projeto "Cartilha das Águas" Uso amoroso e consciente da água...
Fizemos a cartilha em forma de fanzine, com colagens, desenhos, impressões, tudo que podíamos reutilizar, aí estão as imagens da cartilha scaneada, podemos sim, fazer uma cartilha mais "certinha", mas esta, notícia de primeira mão, já vai ser utilizada pela Juventude da ONG Terra Azul de Fortaleza, que sempre nos convidam a suas atividades, não é legal?
Esse fanzine vai ser xerocado e enviado pelo correio pra cada Aguilar que se colocar à disposição em sua cidade de fazer a distribuição...
A distribuição do fanzine poderá ser feito da forma como o coração mandar, cada fanzine vai custar no máximo R$ 0,30, então, podemos ir imprimindo aos poucos, termos sempre alguns na bolsa e distribuir quando e como quisermos. E quando houver um evento maior, podemos rachar as despesas e mandar o dinheiro para o Aguilar que se propuser a participar do evento!
Para isso, precisamos que os Aguilares das cidades se mobilizem!!!! E se manifestem, dizendo: Eu quero distribuir o fanzine!!! Depois vemos como organizar melhor isso, por que em algumas cidades há mais de um aguilar mas em outras somente um...
Amo tanto vocês!!!!
Comadre Ludmila
A cartilha foi idealizada por:
Annabella, Rosário e Ludmila e o fanzine feito por Ludmila e Cristiano!



domingo, 11 de outubro de 2009

Horizonte (Fernando Pessoa)

Visitem o blog e assistam o vídeo!
Presentinho da comadre para um lindo domingo!!!
Amo vocês...
Ludmila Karuna

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Panelão da comadre II


Esperança
Mário Quintana
Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E
— ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança...
E em torno dela indagará o povo:
— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...

Leilão de Jardim
(Cecília Meireles)
Quem me compra um jardim com flores?
borboletas de muitas cores,
lavadeiras e passarinhos,
ovos verdes e azuis
nos ninhos?
Quem me compra este caracol?
Quem me compra um raio de sol?
Um lagarto entre o muro e a hera,
uma estátua da Primavera?
Quem me compra este formigueiro?
E este sapo, que é jardineiro?
E a cigarra e a sua canção?
E o grilinho dentro do chão?
(Este é meu leilão!)

Passava os dias ali, quieto, no meio das coisas miúdas.
E me encantei.
Manoel de Barros

DAS UTOPIAS
Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!
Mário Quintana

sou ateu, mas ás vezes, é bom rezar...

e ser assim, simples, amar até que doa... o poder da entrega...



Ás vezes nos desconectamos do fluxo, aconteceu comigo, estive ausente, e me desconectando do fluxo entendi muitas coisas... principalmente o quanto isso não é bom...
Entendi que o silêncio é precioso senão vier atrelado ao lado escuro da vida...
A vida está ali... bem perto... quase podemos tocá-la... Mas, em certos momentos nos afastamos da Mãe vida, e sofremos...
Ficamos tão preocupados com nós mesmos que o coração se nega a sentir, se para todos isso é doloroso, imaginem para um Aguilar que tem como mantra: "Eu sou este"... (o cardíaco)...
A Mãe da Vida, com todo seu amor, a partir de vozes de irmãos, veio me contar e pedir:
"Para um pouco, te olha... quanta gente precisando de uma palavra, um sorriso, uma sacudida? Tanto medo no mundo, tanta desconfiança... tanta medo do igual... vais mesmo deixar que essa egrégora te atrape? Não Senhor! Pra que alimentar barreiras, limitações, pra que alimentar o ego... dar força a ele, permitir, escolher... Pra que construir um muro entre eu e o Ser divino que tenho, se a alegria e o entusiasmo estão em destruir o muro..."
Nada é pessoal, nós que nos colocamos na linha de tiro... mas felizmente, podemos sair e escolher re-despertar...
Sempre, quando "brigamos" com alguém ou com nós mesmos, na verdade estamos querendo dizer: EU TE AMO... FIZ ISSO PORQUE FUI INFANTIL, AINDA NÃO TENHO TODAS AS RESPOSTAS...SOU PEQUENA E NESSA PEQUENEZ POSSO SER GRANDE!!!
E o brilho no coração volta a reinar, e o sofrimento foi um grande aprendizado... virão outros momentos de sofrimento, com certeza, se não por mim, mas por sentir o sofrimento do outro...
Aprendi que sou meu maior inimigo e meu maior amigo, aprendi que a vida é Mãe e que tem coisas que tem que acontecer para que eu aprenda o que minha alma está querendo me dizer a horas e não estou ouvindo...
Sinto o espetáculo de estar viva e me rendo, me entrego ao PODER DO AMOR, que tudo pode mudar...
Humildemente agradeço, ao silêncio, ao tempo em que me senti perdida, ao momento presente...
Agradeço à VIDA, AO AMOR E AO PODER DE RECONSTRUIR... DE RELEMBRAR QUE SOMOS LINDOS, QUE PODEMOS MUITO, QUE A VIDA É LINDA MAS PRECISAMOS ESTAR ATENTOS AOS SINAIS...
MEU CORAÇÃO QUER AMAR, BRINCAR, SORRIR, DEIXAR QUE A LOUCURA SAGRADA AGUILAR EXTRAVASE AGORA, AQUI, COM VOCÊS, MINHA FAMÍLIA QUE AMO!
EM AMOR, GRATIDÃO E REVERÊNCIA POR CADA MESTRE AGUILAR QUE ENCONTREI NO CAMINHO... POR TODOS OS OUTROS MESTRES, E PELO NOSSO MESTRE ESCOLHIDO, SENTIDO E AMADO LUCIDOR...
GRATA...
GRATA...
GRATA...
COMADRE LUDMILA KARUNA AGUILAR
E VAMOS QUE VAMOS AMORES, EXTERNAR NOSSA LINDA LOUCURA, OUSAR, SER FELIZES, SENTIR A VIDA CORRENDO NAS VEIAS E DOAR SEM PARAR, SEM PAUSA, SEM PRESSA, SEMPRE!

sábado, 3 de outubro de 2009

Espelhos arbóreos, reflexos nas águas internas...

Para nos ajudar no trabalho com as sombras, uma linda arte do nosso irmão Atuahalpa Mendizabal...
"O que está em cima assim como o que está embaixo..."
En el medio del kaos urbano,...aun quedan pequeñas islas donde se cultiva la tierra...
Essa frase, escrita por ele, exprime bem a idéia de que não importa onde estejamos, podemos cultivar a terra... acomodar a semente, voltar do lodo escuro da mente e abrir-nos a novos vôos, como pequenas andorinhas mágicas...
Com amor e fé...
Comadrecita Ludmila Karuna Aguilar